Artigo

O DIÁCONO

Ser Diácono --  oficial da Igreja, escolhido para SERVIR  --  é  privilégio! Entretanto, o Diácono, precisa possuir algumas qualidades, inerentes ao cargo, a saber:

A vida com Deus. A maneira como nos relacionamos com Deus é por demais importante.

è Vida limpa, conforme I João 1:7-9. “Se, porém, andarmos na luz como Ele está na luz, teremos comunhão uns com os outros e o sangue de Jesus, Seu filho, nos purifica de todo pecado....”

è Vida de Oração. Característica indispensável, ao Diácono. “Orem no  Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos.” (Ef. 6:18).

è Vida com a Palavra de Deus. A palavra de Deus deve nortear a vida do Diácono. “Vocês já estão limpos pela palavra que lhes tenho falado. Permaneçam em mim e Eu permanecerei em vocês.” (João 15:3-4).

è A aproximação com Deus  Exige que tenhamos vida disciplinada e íntima com Deus.

 

A vida com a Família. É muito importante o modo como o Diácono vive com a sua Família. “Pois se alguém não sabe como governar sua própria família, como poderá cuidar da Igreja de Deus?” (I Tim. 3:5). Sabemos que não existe Família perfeita. Mas, o Diácono deve considerar a Família como algo muito precioso para ele e, com afinco, investir para o bem de sua Família. “Mas eu e a minha casa serviremos ao Senhor.” (Josué 24:15b).

 

A vida com a Igreja.

è O Diácono serve a Deus com ardor, alegria e amor, com todo o seu coração, conforme Salmo 100:2. “Servi ao Senhor com alegria e entrai diante dEle com cânticos.” Pressupõe-se que, no ato de servir, há de ser sim com vigor, dedicação e amor. O apóstolo Paulo dá-nos o exemplo desse serviço, registrado em Atos 20: 18-35. Como o texto é longo, não transcreverei.

è O Diácono serve a Deus, através do trabalho que realiza na Igreja, com responsabilidade. “Maldito aquele que faz com negligência o trabalho do Senhor”. (Jer 48:10).

è Como a sociedade em que vivemos vê a vida do Diácono? Ora, Deus nos colocou no mundo para sermos Sal, Luz, Embaixadores de Cristo, Astros brilhando no mundo, Carta aberta com dizeres lindos, refletindo o Servo de Deus que é o Diácono, deixando o bom perfume de Cristo por onde passar. O testemunho do Diácono deve ser sempre positivo, vivendo de forma que glorifique o nome de Deus, de acordo com a citação bíblica: “Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês que está nos céus.”(Mat 5:16).

 

A vida íntima.  O Diácono deve sempre transparecer que está cheio do Espírito Santo, andar continuamente de acordo com a vontade de Deus e, ainda, permanecer em Cristo Jesus, seguindo os Seus ensinamentos. O Diácono é perfeito? Não, pois é humano. Mas, deve buscar a perfeição com humildade e singeleza de coração, vivendo sob a dependência de Deus, de acordo com os santos preceitos bíblicos, a cada dia da vida por Deus concedida.

                                                                                                                     Maria do Céu de Mello Mestrinho